5 Passos para comprar o seu imóvel próprio

A aquisição de um imóvel é uma das decisões mais importantes que realizamos em nossa vida. Seja se o motivo for casamento, ou apenas para conquistar a tão sonhada independência, essa é uma tarefa que exige um bom planejamento financeiro, afinal, ninguém quer se enrolar em dívidas. Mas pode ser mais fácil do que parece, por isso, nós iremos te ajudar com 5 passos indispensáveis para planejar a compra do imóvel próprio.

  1. Coloque todas as despesas no papel

Como já mencionamos, planejamento é a palavra-chave. O primeiro passo é ter uma ideia clara de como está o orçamento, coloque no papel todas as suas despesas como transporte, alimentação, água, internet e energia; inclusive é importante inserir os pequenos gastos que parecem que não fazem diferença no final do mês. Vale anotar em um caderno, fazer planilha ou utilizar um aplicativo; com isso, você saberá qual a sua capacidade de investimento. 

  1. Corte despesas

Sabe aquele delivery no final de semana? E as comprinhas que você sempre faz? Adquirir um imóvel significa comprometer uma boa parte das suas finanças e sem o devido planejamento  pode afetar sua renda. Portanto, avalie os gastos que são realmente necessários e verifique se há alguma despesa que pode ser reduzida ou até mesmo cortada. 

  1. Estabeleça metas

Sabemos que guardar dinheiro não é nada fácil. Uma boa maneira é estabelecer pequenas metas para atingir o objetivo final.  Vamos exemplificar: se você sabe qual a faixa de preço do imóvel que pretende adquirir, portanto, já tem uma noção de quanto terá que poupar mensalmente para ter esse valor.

  1. Invista suas economias

Você é daqueles que até hoje guarda dinheiro na carteira ou só na poupança? Deixe esse hábito para trás! Entender como funcionam os investimentos financeiros é uma forma inteligente de aplicar suas economias e, ainda, ter um bom retorno. Tesouro Direto ou CDB são algumas opções acessíveis no mercado que geram um ótimo rendimento.

  1. Entenda as formas de pagamento

Após compreender todos os passos citados acima, é preciso avaliar quais as formas de pagamento cabem na sua atual realidade. O financiamento é uma das opções mais comuns, e nada mais é que um empréstimo bancário, em que o montante negociado é devolvido para instituição financeira em parcelas. Já o consórcio funciona basicamente como uma poupança conjunta, e a forma de retirada do crédito é através de leilão ou sorteio. Mas, se você conseguiu economizar dinheiro o suficiente para comprar à vista, certamente é a melhor forma, pois poderá proporcionar um desconto maior e não comprometer sua renda.

Finalizando, a compra de um imóvel é um grande salto de vida e, além de se planejar financeiramente, é necessário escolher a dedo o imóvel em si. Tenham clareza nas suas prioridades: casa ou apartamento, distância do trabalho e localização são alguns itens que devem ser levados em consideração. Afinal, é um grande investimento e deve estar o mais próximo do que você e sua família procuram. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *