Dia Nacional do Doador de Sangue

Dia Nacional do Doador de Sangue

No dia 25 de novembro, comemora-se o Dia Nacional do Doador de Sangue. A data tem como objetivo agradecer aos doadores de sangue pela ação de doar e busca sensibilizar a população para a importância da doação.

O mês de novembro foi escolhido por preceder um período de estoques baixos nos bancos de sangue. A proximidade das férias, de datas comemorativas de fim de ano, carnaval e outros períodos de feriados prolongados torna esse dia especialmente importante para promover o ato solidário e regular da doação de sangue, independente de se conhecer ou não pacientes que necessitam de transfusão.

Na semana do 25 de novembro, os serviços de hemoterapia de todo o país estão mobilizados em campanhas locais para o fortalecimento da doação de sangue. O sangue doado é utilizado para pessoas com doenças hematológicas variadas, câncer, pessoas que se submetem a cirurgias eletivas de grande porte e para emergências.

Entenda um pouco mais sobre a doação de sangue

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para uso subsequente em transfusões de sangue.

O sangue é um composto de células que cumprem funções como levar oxigênio a cada parte do nosso corpo, defender nosso organismo contra infecções e participar na coagulação. Não existe nada que substitua o sangue.

A quantidade de sangue retirada não afeta a sua saúde porque a recuperação é imediatamente após a doação. Uma pessoa adulta tem em média cinco litros de sangue e em uma doação são coletados no máximo 450 ml de sangue. É pouco para você e muito para quem precisa! Você passará por uma entrevista que tem o objetivo de dar maior segurança para você e aos pacientes que receberão o seu sangue. Seja sincero ao responder as perguntas.

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada. Os componentes são distribuídos para os hospitais para atender aos casos de emergência e aos pacientes internados.

Orientações para a doação de sangue

Antes de ir doar sangue:

  • Consuma alimentos leves, não é possível doar em jejum;
  • Evitar alimentos gordurosos no dia da doação;
  • Hidrate-se

Etapas da doação

  • Recepção e cadastro:

Ao chegar ao local é feito primeiramente um cadastro com dados pessoais e gerais. Lembre-se sempre de levar documento oficial de identidade com foto (RG, carteira de motorista, carteira de trabalho ou passaporte).

  • Triagem clínica

Após o cadastro ocorre a triagem clínica. Uma entrevista que avalia as condições de saúde da pessoa que vai doar e os riscos para a pessoa que vai receber. Na triagem clínica, são feitas perguntas a respeito do estado de saúde do candidato à doação de sangue. A triagem clínica é utilizada, pois existem questões que podem ser identificadas na entrevista clínica e não podem ser detectadas por testes laboratoriais.

  • Coleta

A coleta do sangue dura em torno de 15 minutos. Ela é feita com material esterilizado, descartável e não apresenta nenhum risco para a pessoa que está doando.

  • Depois de doar sangue

Faça um pequeno lanche e hidrate-se. É importante para o doador continuar se sentindo bem durante o dia. 
É importante também evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas, não fumar por cerca de 2 horas, evitar bebidas alcoólicas por 12 horas e não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho.

  • Lembre-se

Mulheres podem doar sangue a cada intervalo de 90 dias, podendo fazer até 3 doações por ano. Homens podem fazer até 4 doações por ano, aguardando 60 dias de intervalo.

É importante observar os impedimentos temporários para a doação antes de se deslocar até o local da doação de sangue. Segundo o Hemocentro da Unicamp, cerca de 30% dos candidatos à doação não consegue efetivá-la por inaptidão clínica, ou seja, por estarem utilizando algum tipo de medicamento, por doenças crônicas não controladas, comportamentos de risco ou ainda pequenos quadros febris motivados por gripes, vacinas e outros. 

É importante também observar não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. Na dúvida ligue para 0800 722 8432.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *